1. Início
  2.  | História

História

Em 28 de julho de 1858, o então presidente da “Província de Goyaz”, Doutor Januário da Gama Cerqueira, sancionou a resolução nº 13 criando a Força Policial de Goyaz, cuja área de atuação limitava-se a região da capital da província (Vila Boa), Arraial e Palma. Seu efetivo inicial era composto por: 01 (um) Tenente (João Pereira de Abreu), 02 (dois) Alferes (Aquiles Cardoso de Almeida e Antônio Xavier Nunes da Silva), além de 02 (dois) sargentos, 1 (um) Furriel e mais 41 (quarenta e uma) praças.

Os integrantes da primeira força policial no Estado de Goiás eram civis contratados que não usavam armas de fogo, apenas cassetetes. Em 1865, as tropas goianas atuaram na Guerra do Paraguai fornecendo mantimentos aos militares em combate. O Capitão João Fleury Alves de Amorim foi o primeiro comandante da polícia goiana, tendo sido nomeado em 1884. O primeiro quartel foi adquirido em 1863 na histórica Cidade de Goiás e possuía uma área de 724m² que sediou o Comando da Instituição até o ano de 1936. Atualmente, nessa mesma área funciona o 6º Batalhão da Polícia Militar.

Um importante marco que ocorreu na primeira metade do século XX foi a transferência da capital para Goiânia. Em novembro de 1935, o efetivo da 2ª Companhia Isolada foi enviado à nova capital, dando origem ao 1º Batalhão de Infantaria, atualmente denominado Batalhão Anhanguera. A partir da instalação desta unidade pioneira surgiram diversos quartéis e também a primeira escola de formação de praças.

Em 1938 é criado o Comando Geral da corporação sendo nomeado o Major Arnaldo de Morais Sarmento para a função de Comandante Geral. Desde sua origem, a Instituição atuou sob diversas nomenclaturas, dentre elas: Força Policial de Goyaz; Companhia de Polícia de Goyaz; Batalhão de Polícia de Goyaz; até que em 1º de julho de 1935, estabeleceu-se a denominação que prevalece até hoje: Polícia Militar de Goiás.

Ao longo de sua existência a Polícia Militar de Goiás cresceu e se desenvolveu significativamente com a criação de várias unidades operacionais na capital e interior, tornando-se verdadeiro patrimônio dos goianos. Nossa visão de futuro se manifesta na constante adequação das práticas policiais militares à realidade e as exigências sociais que o país e, mais especificamente, o Estado de Goiás, atravessam.

Por isso, a PMGO investe no patrulhamento constante de sua tropa, na modernização de seus métodos de atuação, bem como, na aquisição de equipamentos e na implementação de estratégias focadas na operacionalidade e na proximidade com o cidadão.
Mesmo com o pensamento voltado para a constante modernização, a Polícia Militar preserva as tradições e valores que a caracterizam: profissionalismo, confiabilidade, disciplina, hierarquia, honestidade, respeito e legalidade.

Nosso maior patrimônio é a confiança das pessoas as quais servimos que resulta de um trabalho intenso voltado a preservação da segurança pública e a proteção da cidadania. A cada dia, a PMGO reconstrói sua história, aprimorado seu presente e planejado seu futuro, tendo como alicerce fundamental o trabalho digno, devotado e altaneiro dos milhares de homens e mulheres que dedicam suas vidas ao bem-estar de todos e que por isso, são motivos de orgulho para a sociedade goiana.
Polícia Militar de Goiás: patrimônio dos goianos!

Skip to content